Publicado em Deixe um comentário

Quais os materiais que não podem faltar em sua clínica odontológica?

materiais que não podem faltar em sua clínica odontológica

Na odontologia existem uma série de preocupações, e umas das principais é a higienização e o bem-estar do paciente. Por trás de procedimentos como a limpeza de dente, clareamento dental e profilaxia existem materiais universais e que são essenciais na execução dos tratamentos.

Mesmo que o profissional seja um especialista em ortodontia, endodontia ou implantodontia, existem materiais que fazem parte do cotidiano de qualquer dentista. Dentre esses materiais estão descartáveis odontológicos básicos e também aparelhos que visam a qualidade e eficiência do tratamento, mas também a manutenção da biossegurança requerida. Saiba quais são e suas finalidades:

Materiais de clínica geral

Os materiais referentes a clínica geral são comumente usados por todos os especialistas do âmbito odontológico, veja:

Autoclave

Autoclave é essencial para qualquer dentista, já que é o equipamento usado para esterilizar os materiais que irão ser utilizados no procedimento. É extremamente importante para a higiene e desinfecta os materiais por meio do vapor sob pressão.

Dentre os benefícios da autoclave estão a rapidez do processo, a eficácia e a segurança, o que a traz vantagem em contraste com a estufa, uma vez que o aparelho é travado durante a realização do processo.

Compressor

O compressor utilizado nos consultórios odontológicos possui, por sua vez, a finalidade de promover ar comprimido a demais aparelhos como o sugador e o micromotor.

Levando em conta que o ar deve estar puro nesses aparelhos, deve-se colocar o compressor odontológico em um lugar bem posicionado. Dentre as restrições do lugar podemos citar um lugar arejado e bem limpo.

Conjunto odontológico

O conjunto odontológico é a base de todos os tratamentos e procedimentos, tendo presença obrigatória nas clínicas. Fazem parte desse grupo a mesa do equipo, suctora, refletor, cadeira, pedal de comando e mocho.

Como item básico, a cadeira deve ser confortável e estar bem posicionada no consultório. Outras orientações quanto a escolha da cadeira estão a preocupação quanto a sua funcionalidade, a preferência por uma sem costura e braços de bom encaixe.

O pedal de comando tem como função justamente realizar o ajuste da cadeira e regulamentar a rotação dos materiais. Já a mesa de equipo, possui a finalidade de apoiar os instrumentos manuais como as mangueiras e seringas.

Descartáveis odontológicos

Os materiais descartáveis devem ser estocados, já que são utilizados com todos os pacientes que adentram o consultório odontológico. Por esse motivo, deve estar diariamente disponível em grande quantidade para evitar imprevistos durante a execução de algum tratamento.

Dentre alguns exemplos de descartáveis essenciais para clínicas odontológicas estão: luva, máscara, algodão, gaze, toalha de papel, sugadores plásticos, lâminas de bisturi, seringa e fios de sutura.

Ademais, a preocupação deve estar presente também quanto ao descarte dos materiais, fazendo com que haja a necessidade do estoque de sacos de lixo infectante. O gerenciamento dos resíduos odontológicos da clínica deve se manter de acordo com as regulamentações estabelecidas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). 

A higienização dos equipamentos

É importante que se tenha em mente que a maioria dos equipamentos utilizados no ambiente odontológico não são descartáveis. Logo, a higienização devida dos equipamentos envolvidos é fundamental.

Dentre as orientações quanto a higienização estão: limpeza e esterilização do objeto logo após o uso, usar luvas de látex durante o processo, mover os objetos através de bandejas a um lugar adequado, uso de embalagem por papel esterilizador, e descarte apropriado de agulhas.

Certos equipamentos devem ser afiados regularmente, logo, deve-se ter atenção a sua funcionabilidade. Caso o instrumento deixe de realizar sua função, o trabalho do dentista será dificultado e consequentemente prolongado. A checagem do funcionamento desses materiais então é de extrema importância e deve ser feita diariamente antes de iniciar os atendimentos.

É tendo o cuidado quanto se às ferramentas de trabalho estão em boas condições de uso; não estão cegas ou sem corte, que se evitam situações desconfortáveis com o paciente pelo aumento da pressão manual. Além disso, o custo aquisitivo da maioria dos materiais odontológicos não descartáveis pode ser alto, fazendo com que a sua conservação também evite gastos adicionais futuros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *